IPP Brasil também será representado na comissão técnica no Parapan 2019.

Conheça um pouco mais sobre Fernando Oliveira. Treinador do IPP Brasil e que foi convocado para representar o Brasil em Lima, no Peru.

Fernando é o primeiro, da esquerda para a direita.

Não é só nas quadras e nas pistas que o IPP Brasil fez sucesso e teve seus atletas convocados. Fernando Oliveira, treinador do atletismo no IPP Brasil, também, recebeu sua convocação e irá defender a bandeira do Brasil nos jogos Parapanamericanos de 2019, no Peru.

Fernando tem 40 anos, começou trabalhando com os jovens no esporte convencional e lançou vários atletas que conquistaram medalhas nas categorias menores e foram revelados por ele.

”Já estou no esporte faz 20 anos, trabalhei no Centro Nacional de Atletismo com os jovens e em 2010, fui apresentado pelo meu amigo João Paulo Cunha para o paradesporto. Ele era o coordenador do arremesso e eu comecei a trabalhar com um atleta chamado Vanderson Silva e que inclusive disputou as paraolimpíadas de Londres, em 2012. De lá pra cá, nunca mais larguei e hoje estou indo para a minha competição mais importante”. Destacou Fernando.

O treinador vai ter a oportunidade de dirigir vários atletas nesses jogos, mas uma em especial estará com ele. Sua “pupila” Tuany Barbosa, atleta que Fernando fala com muito carinho.

“Em 2017 eu recebi um presente chamado Tuany Barbosa, que veio do judô. Ela tinha sofrido uma lesão muito grave e nós começamos a trabalhar juntos. No começo ela não conseguia atingir os objetivos, mas não deu um ano, ela fez uma marca histórica no brasileiro e deslanchou como atleta”.

O técnico destaca a importância da convocação no lado profissional e se emociona quando conta como recebeu a notícia. “Eu estava em casa, quando vi. Não sabia o que fazer, se ria o se chorava, de tão feliz que fiquei. Tenho um anjo de dois anos chamada Valentina Guerra que é a minha filha, pra quem eu dedico essa convocação, é ela que me move e eu quero ser exemplo pra ela no futuro”, aponta.

O treinador destaca a sua chegada no IPP Brasil como um dos pontos mais importantes para o crescimento da sua carreira. “O IPP Brasil foi que alavancou minha vida profissional, o presidente Flávio me recebeu tão bem que se tivessem dez “Flávios”, o paradesporto no Brasil  seria muito diferente”.

Eu não esperava ter toda essa receptividade pelo IPP Brasil.Com tanto apoio, como por exemplo, a psicóloga Ligia, que sempre nos apoia e nos da atenção, enfim, é uma grande família”. coloca.

“O IPP Brasil é uma instituição de auto nível e pra mim vai ser motivo de orgulho levar o nome da equipe junto com o comitê paraolímpico em Lima”. 

Os atletas e comissão técnica farão uma aclimatação em São Paulo e depois seguirão pra Lima no Peru onde acontecerão os jogos e a cerimônia de abertura no estádio Nacional de Lima no dia 23 de agosto.

Share Button
Empresas Parceiras
Unilehu